OIM Apresenta Estudo sobre políticas públicas para migrantes indígenas em Manaus


Friday, June 22, 2018

Estudo é o segundo da OIM focando a atenção aos indígenas Warao vindos da Venezuela e foi realizado pela Universidade Federal do Amazonas

A OIM, a Agência da ONU para as Migrações, lançou no dia 21 junho estudo com diagnóstico da imigração de indígenas da Venezuela para a cidade de Manaus, Amazonas, avaliando alcances e limites das políticas públicas existentes e explorando possíveis alternativas de médio e longo prazo para seu aprimoramento.

A pesquisa, financiada pela OIM, foi realizada pelo Grupo de Estudos Migratórios da Amazônia, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), sob a liderança do antropólogo Sidney Antônio da Silva, e contou com o apoio do Observatório das Migrações Internacionais (Obmigra), que é uma parceria entre o Ministério do Trabalho e a Universidade de Brasília.

Durante a pesquisa, a equipe da UFAM mapeou as principais formas de acolhimento institucional, entrevistou indígenas e gestores públicos, realizou oficinas com autoridades estaduais e municipais e elaborou sugestões nas áreas de documentação, geração de renda, saúde, educação, moradia e cultura.

Numa de suas principais conclusões, a investigação aponta para o surgimento de um campo de circulação migratório indígena entre a Venezuela e o Brasil, marcado pela passagem por múltiplas localidades, com estadias curtas ou prolongadas.

A constituição do campo de circulação, caracterizado por movimentos constantes e, às vezes, pendulares, foge as categorizações tradicionalmente empregadas na gestão migratória.

A publicação do diagnóstico sobre as políticas públicas para indígenas vindos da Venezuela, na cidade de Manaus, é a segunda realizada pela OIM, que recentemente divulgou pesquisa sobre os aspectos jurídicos da migração indígena com estudo de campo em Roraima.

Acesse aqui a publicação Diagnóstico e Avaliação da Migração Indígena da Venezuela para Manaus, Amazonas.

Acesse aqui a publicação anterior, sobre Aspectos Jurídicos da Atenção aos Indígenas Migrantes da Venezuela para o Brasil.

Para maiores informações, por favor contate o Sr Marcelo Torelly na OIM Brasil: Tel. +5561 3038.9014, E-mail: mtorelly@iom.int