Prêmio Sul-americano de Jornalismo sobre Migração

CONVOCATORIA CERRADA

O Escritório Regional da Organização Internacional para as Migrações (OIM) para a América do Sul abre as inscrições, entre 4 de maio de 2021 e 18 de junho de 2021, para a Segunda Edição do Prêmio Sul-Americano de Jornalismo sobre Migração

O prêmio reconhece o conteúdo jornalístico de destaque da região, que mostra como a migração impulsiona o desenvolvimento sustentável. 

O prêmio concede uma bolsa de produção jornalística de US$ 800 e sessões de tutoria com a Fundação Gabo para desenvolver uma história sobre migração e desenvolvimento sustentável. 

Esta segunda edição do prêmio é inspirada pelo Pacto Global para uma Migração Segura, Ordenada e Regular, especialmente pelo objetivo 17, cuja premissa é " Eliminar todas as formas de discriminação e promover o discurso público baseado em evidências para modificar as percepções sobre migração", bem como na Agenda 2030 e seu vínculo com o desenvolvimento sustentável

O prêmio foi criado para homenagear a jornalistas de todo o mundo que tornam visível o impacto positivo da migração na América do Sul para a promoção do desenvolvimento sustentável. 

O prêmio reconhece a cobertura que destaca as diferentes dimensões de gênero da migração e refuta narrativas falsas e discriminatórias sobre a migração, bem como promove uma cobertura jornalística equilibrada e baseada em evidências. 

 

a- Quem pode se inscrever?

O Prêmio Sul-Americano de Jornalismo sobre Migração da OIM é dirigido tanto a jornalistas sul-americanos que trabalhem para meios de comunicação de países da região como a jornalistas de outras regiões do mundo que cubram jornalisticamente a América do Sul. 

Será aceito um (1) trabalho jornalístico de cada candidato. No caso da inscrição de trabalhos em equipe, um integrante deve ser indicado como representante para o momento da inscrição e o da entrega do prêmio, se o trabalho vier a ser o ganhador.

 

b- Formatos e gêneros jornalísticos

Poderão participar trabalhos jornalísticos nos formatos de imprensa escrita, rádio e televisão publicados ou veiculados em meios de comunicação tradicionais e/ou digitais.  

Não serão aceitos conteúdos acadêmicos, nem de opinião. Não serão aceitos trabalhos publicados em blogs pessoais.

 

c- Idioma

Poderão ser inscritos trabalhos jornalísticos publicados ou veiculados em português, espanhol e inglês.  

 

d- Data de publicação  

As produções jornalísticas inscritas para concorrer ao Prêmio Sul-Americano de Jornalismo da OIM deverão ter sido publicadas ou veiculadas de 1º de janeiro de 2020 a 30 de abril de 2021.

 

e- Cobertura geográfica  

Os trabalhos inscritos deverão estar focados em migrações internacionais que se desenvolvam no território sul-americano (entre países da região ou de fora da região para países da mesma), ou da diáspora e da comunidade migrante sul-americana em outras partes do mundo. Além disso, poderão ser inscritos trabalhos sobre migração interna nos países da América do Sul.

 

f- Forma de inscrição 

Os trabalhos deverão ser inscritos obrigatoriamente usando o formulário de inscrição

 

Os trabalhos jornalísticos serão avaliados com base nos 3 critérios a seguir

1- Qualidade jornalística da produção, refletida em dados contextuais, pesquisa, investigação, criatividade, utilização e equilíbrio de fontes, uso de dados migratórios, inclusão de depoimentos de migrantes e utilização apropriada da linguagem referente a migração. 

2- Profundidade e diversidade da cobertura jornalística de modo que contribua para promover um discurso público baseado em evidências, derrubar preconceitos e prevenir expressões de discriminação e xenofobia, por meio da visibilidade da contribuição da migração para o desenvolvimento sustentável e o alcance dos Objetivos da Agenda 2030. 

3- Perspectiva de gênero na migração de forma a contribuir para informar adequadamente, incluindo nas narrativas jornalísticas as diferenças entre mulheres, homens, coletivos LGTBIQ+ (Lésbicas, Gays, Transgêneros, Bissexuais, Intersexuais, Queers), meninas, meninos e adolescentes, cooperando para derrubar os estereótipos e permitindo incidir no imaginário coletivo social para avançar rumo à igualdade e à equidade.

 

TERMOS E CONDIÇÕES DO PRÊMIO

 

  • O trabalho que você está inscrevendo cumpre com o disposto no Regulamento para a Inscrição que consta deste documento.
  • Se for ganhador(a), você aceita receber uma bolsa de produção jornalística no valor de US$ 800 (oitocentos dólares norte-americanos), que será entregue por meio da Fundação Gabo, para desenvolver um trabalho de campo/reportagem a fim de realizar uma produção jornalística sobre migração e desenvolvimento sustentável. A ideia poderá ser apresentada e desenvolvida a partir de sessões de mentoria com especialistas da Fundação Gabo. O vencedor também pode optar por se aprofundar no tema ou trabalho com o qual se inscreveu.
  • Por nenhum motivo nem a bolsa de produção jornalística nem as mentorias com a Fundação Gabo que fazem parte do prêmio são transferíveis a terceiros. Caso o(a) ganhador(a) não possa por algum motivo ou razão receber nem a bolsa de produção jornalística nem as mentorias da Fundação Gabo como parte do prêmio, a OIM lhe enviará unicamente o troféu.
  • A OIM se reserva o direito de verificar com o meio de comunicação a veracidade e a autenticidade do conteúdo jornalístico efetivamente publicado/veiculado.
  • A OIM se reserva o direito de ampliar a data final para inscrição ou de cancelar o concurso se não receber um número significativo de trabalhos.
  • A OIM se reserva o direito de outorgar uma menção especial aos trabalhos que jugar merecedores.
  • Se os trabalhos apresentados não satisfizerem os critérios de avaliação exigidos, a OIM se reserva o direito de declarar vago um ou vários dos 10 possíveis postos ganhadores.
  • Se você for ganhador(a), autoriza a OIM a dar visibilidade à produção jornalística sem fins lucrativos no âmbito dos objetivos descritos neste concurso.

JÚRI

 

O júri será composto por especialistas da OIM e por representantes de Organismos parceiros, especialistas na Agenda 2030 e no Pacto Global sobre Migração, bem como por jornalistas de renome. 

O resultado será revelado no final do mês de julho 2021 e comunicado por e-mail aos/às jornalistas ganhadores(as), além de divulgado em um release para a imprensa. 

 

As inscrições serão recebidas de 4 de maio a 18 de junho de 2021.  

PRÊMIO

 

Haverá no total dez (10) jornalistas ganhadores do Prêmio. 

Cada jornalista ganhador(a) receberá uma bolsa de produção jornalística no valor de US$ 800 (oitocentos dólares norte-americanos) para desenvolver um trabalho de campo/reportagem a fim de realizar uma produção jornalística sobre migração com enfoque em desenvolvimento sustentável. A ideia poderá ser apresentada e desenvolvida a partir de sessões de mentoria com especialistas da Fundação Gabo. O vencedor também pode optar por se aprofundar no tema ou trabalho com o qual se inscreveu. 

Uma seleção das produções jornalísticas que disputarem o Prêmio e as ganhadoras serão publicadas pela OIM em um livro (digital) e nas suas plataformas digitais, com os devidos créditos dos autores.  

Os(as) jornalistas ganhadores(as) receberão um troféu e serão convidados(as) para uma cerimônia virtual de premiação, transmitida por streaming pelas redes sociais da OIM. 

Prêmio Sul-americano de Jornalismo sobre Migração